De sabor herb√°ceo e mentolado, o poejo¬†apresenta uma ampla variedade de utiliza√ß√Ķes, quer para fins culin√°rios, quer para fins terap√™uticos.

UTILIZA√á√ÉO CULIN√ĀRIA
Infus√Ķes. Pratos de peixe e moluscos, como caldeiradas, carac√≥is e conquilhas, a√ßordas e migas, sopas e saladas. Com ele prepara-se o afamado licor de poejo. Tamb√©m √© utilizado em compotas e sobremesas, como pudins e tartes.
Descubra aqui as nossas receitas!

PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS
Serve no tratamento da gripe e em casos de tosse, bronquite e asma.
O poejo √© ainda procurado pelo seu efeito relaxante, em casos de ins√≥nias, fadiga, ansiedades e dores de cabe√ßa, e nos casos de digest√Ķes dif√≠ceis e flatul√™ncia.

RECOMENDA√á√ēES
Grávidas, lactentes e crianças devem procurar aconselhamento médico. Pessoas com problemas gastro-intestinais, hepáticos ou neurológicos devem igualmente consultar o seu médico.

CARACTER√ćSTICAS GERAIS
Nome: Poejo (Mentha pulegium L)
Parte da planta utilizada: Folhas

CARACTER√ćSTICAS FISICO-QU√ćMICAS
Sabor: Herb√°ceo e mentolado, lembrando o da hortel√£-pimenta, embora seja mais marcante e pungente.
Aparência: Folhas verdes escuras.

Peso0,19 kg